Translate

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Poeira 2006


Região: Douro

Castas: Tenho ideia que tem lotes de castas típicas do Douro, que não só as mais populares.

Produtor: Jorge Moreira

Álcool: 14,5%

Enólogo: Jorge Moreira

Notas de Prova: Rolha de muita qualidade e com final já tingido de púrpura. Nariz ainda fechado, apesar de alguma fruta presente nos aromas. Amoras e especiaria. Misterioso e magnético o “nariz” do vinho. Eu pelo menos tenho dificuldade em identificar tantos aromas como os que o copo emana.
Na boca é um espanto. É de facto o palco por excelência para este artista... Cheio, macio, guloso. Tem acidez, muita, muita frescura – não tanto como noutros anos, mas ainda assim ... - e percebe-se logo que o vinho ainda tem muito, mas mesmo muito para dar. À medida que respira, a única coisa que o vinho mantém é equilíbrio e elegância. É muito profundo nos sabores e tem um final muito longo.
Parece-me que o vinho beneficiará (muito) se repousar na garrafeira pelo menos mais 2 anos, diria eu. Notei algumas notas framboesas e frutos silvestres e algum cheiro a café quando é acabado de fazer (café de saco, entenda-se).
À medida que respira ganha mais fruta. Muito bom Poeira. Foram 2 destas garrafas que nos acompanharam na noite de final de ano de 2009.

Provador: Mr.Wolf

Classificação Pessoal: 18

Valor: 30€

Sem comentários:

Publicar um comentário