Translate

domingo, 1 de setembro de 2013

Quinta dos Carvalhais Bical/Loureiro 2000

Característica diferenciadora: Carvalhais... branco com Loureiro e Bical de 2000

Preço: 5-10€

Onde: Garrafeiras especializadas

Nota pessoal: 16.5

Comentário: Quinta dos Carvalhais normalmente é sinal de qualidade. Produtos de discreção quanto baste, berço do sucesso do histórico Duque de Viseu.
Este Loureiro/Bical de 2000 é bastante desconhecido.
Cor mel muito limpo de lágrima bastante expressiva.
Aromas de alperce e abacaxi com alguma calda de maça reineta. Interessante... ligeiras notas de massa de bolo também. Sim, tarte de maça morna.
Prova de boca muito boa.
A untuosidade que se vê na lágrima do copo e poderia antecipar algum peso na prova de boca é surpreendentemente inexistente.
É  fresco e leve o que até faz confusão aos sentidos que naturalmente não se dissociam da imagem "untuosa" e esperavam maior espessura e peso no palato. Tem 13 anos... não esquecer.
Acidez vincada sempre em disputa com a ligeira densidade doce da fruta em calda.
Muito equilibrio, muito bem balanceado, com (suponho) alguma tosta de barrica, eventualmente estagiado com borras, mas muito bem.
Final não muito longo, mas bom e fresco. Perfeito para uma boa caldeirada ou um peixe assado no forno.
Este acompanhou e bem bacalhau com batatas assadas e beringela grelhada.

Um ensaio como o contra rótulo informa, que na minha opinião dá origem a um vinho muito bom e que poderia dar origem a mais um rótulo histórico da casa. Parece-me uma fórmula boa.

Muito bom.

Provador: Mr. Wolf

Sem comentários:

Publicar um comentário