Translate

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Quinta do Vale Meão 2002 (Magnum)


Região: Douro

Castas: Touriga Nacional (60%), Touriga Franca (30%), Tinta Roriz (5%) e Tinta Barroca (5%)

Produtor: F.Olazabal&Filhos Lda.

Álcool: 14,5%

Enólogo: Francisco Olazabal y Nicolau de Almeida

Notas de Prova: Isto é uma coisa muito séria... mais um dos vinhos de 2002 que estragam a ideia que 2002 foi mau...
O Vale Meão dispensa apresentações. Indissociável da imagem do Barca Velha, ganhou a partir de 1999 notoriedade imediata e, na minha opinião, inicou em Portugal uma democratização de grandes vinhos. Ajudou a que outros procurassem elevar a qualidade e ao mesmo tempo, era lançado no mercado a um preço adequado. Pelo menos esta é a minha percepção.
99, 00 e 01 seguiram muito bem. Vinhos encantadores com madeira excelente e fruta com fartura. 02, 03 e 04 também fantásticos e por aí fora com todo o reconhecimento internacional e nacional.
Até que, hoje, provamos as primeiras garrafas e eu pelo menos já tive muitas desilusões de 00 e 01. De 1999 então, nem vale a pena comentar.
2002, curiosamente, é para mim e sempre foi o que mais gostei (até aos de 2004 inclusivé) pelo equilíbrio que sempre teve. Se calhar é porque geriu melhor as expectativas. Mas o vinho é e está excelente. Fruta muito abundante e saborosa... quando cheirei o vinho fez-me lembrar quando desembrulhamos aqueles rebuçados de bola de neve. O vinho cheira muito bem e nota-se que é um produto de aprumo. Na boca, ao mesmo tempo que nos deliciamos com a fruta, tem uma capacidade de secar a boca que é apreciável. Tem um pouco de álcool a mais na minha opinião, que não passa despercebido.
É um vinho cheio, de muita classe.
Infelizmente, hoje em dia o Vale Meão está a ser distribuído a um preço nada razoável, olhe-se da perspectiva que se olhar. Porque comparado com o que temos em Portugal existem muitas opções a menos de metade do preço. Porque para o patamar onde se pretende colocar, só há lugar para Barca Velha... E Vale Meão de facto é um vinho excelente que merecia ter uma distribuição muito mais razoável e um preço muito mais sensato. É a minha humilde opinião.

Nota: esta garrafa era Magnum.


Provador: Mr. Wolf

Classificação Pessoal: 18

Valor: ~200€ (garrafa Magnum actual)

Sem comentários:

Publicar um comentário