Translate

domingo, 24 de junho de 2012

Anjou-Villages 2010

Característica diferenciadora: Limpo. Assertivo. Sem madeira!

Preço: 10€

Onde: Em França...

Nota pessoal: 16,5

Comentário: Em Portugal fazemos muito vinho bom. Algum muito bom. E algum mesmo consegue ser fiél ainda ao Terroir. Nisto, reconheço que em França, são mais convictos e mais coerentes... e depois têem disto. Abordada a prova sem grande convicção... convenhamos que o rótulo não prima pelo design. É feio mesmo. A cor é ligeiramente rubi, brilhante mas translúcida. Lágrima, ok. Depois aproximamos o nariz, e tudo muda. Se em Portugal temos vinhos que têem aromas de fruta silvestre... este tem aromas de nós a acabarmos de apanhar a fruta. Na boca é irritantemente competente. Gosta-se de tudo. Tem fruta, é ligeiramente seco e com acidez q.b. e os taninos são perfeitamente "dóceis". E bebe-se, e bebe-se, e bebe-se sem chatear. Enche a boca de sabores de fruta pouco comuns em Portugal, sem exageros de nada. Parece realmente sumo. No melhor dos sentidos. E, por incrível que pareça, nem que colocássemos o melhor canino da brigada anti - narcóticos, mas faz de conta que era "anti-madeiras"...no limite, ladrava para poder beber uma tigelada, porque alarme de madeira não dava de certeza.

Vinho proveniente do Vale do Loire.
Provador: Mr. Wolf



Sem comentários:

Publicar um comentário