Translate

sábado, 14 de abril de 2012

Visita ao Soalheiro

O que aconteceu: Fomos visitar a quinta do Soalheiro.      
Prova simples dos útlimos vinhos Alvarinho da Quinta do Soalheiro.
Percebe-se porque os vinhos são tão bons. O cuidado em redor deste vinho é evidente, pela forma como o Produtor e a equipa falam sobre este vinho. São de facto uma família. O vinho antes de ser produzido já é muito "mimado"... é um vinho de convicção muito forte que se começou a desenhar em 1974, contracorrente e ousado. É um vinho de convicção, mas elegante para quem o conhece. É um vinho com passado e de futuro certamente.

Um muito obrigado por nos receberem de forma tão cordial e amigável.

Prova

Soalheiro 2011: Elegância e vibração. Vibra-se com os aromas tropicais, nesta garrafa dominados por ananás doce e algum maracujá. Muita elegância e acidez muito bem integrada. Um luxo. Simples na forma, mas muito complexo no conteúdo. É de encher as garrafeiras com este vinho para apreciar durante muitos anos.

Soalheiro Primeiras Vinhas 2010: Acordaram-no a meio do sono... e como é normal, não está de bom humor. Deixem-no repousar. Untuoso e pesado. Cor muito bonita, amarelo trigo, meloso. Aromas de quem ainda estagia... fechadissimo. Para arejar 2 horas ou então guardar no mínimo 1 ano. Depois promete ser na linha dos anteriores. Esgotado... procurem-no.

Reserva 2010: Elegância pura. Pronto para beber e desejoso de ser guardado para ganhar pujança. Verde, madeira bem integrada, complexo, fino e com um final muito bom.

Parabéns.

Sem comentários:

Publicar um comentário